title

PontoCom

Rádio Autónoma

0
Followers
0
Plays
PontoCom
PontoCom

PontoCom

Rádio Autónoma

0
Followers
0
Plays
OVERVIEWEPISODESYOU MAY ALSO LIKE

Details

About Us

O programa de entrevistas da Rádio Autónoma.

Latest Episodes

Daniela Bento: “Os meus olhos brilham de outra forma”

Ao chegar a Lisboa, com 18 anos, começou a explorar a sua identidade. Na casa dos 20 descobre a palavra “trans”, o que a leva a iniciar o processo de transição sexual. Pertence à associação ILGA, onde coordena o grupo GRIT (Grupo de Reflexão e Intervenção sobre a Transsexualidade). Hoje, partilha a história do caminho que a levou a ser a Daniela e a ganhar um novo brilho no olhar. Uma entrevista de Mónica Andrade no âmbito da unidade curricular de Atelier Rádio da Autónoma.

17 MINAUG 24
Comments
Daniela Bento: “Os meus olhos brilham de outra forma”

Loosense: “Não fazemos jazz, rock ou funk, fazemos música”

Saloon é o nome do 2º álbum de originais dos Loosense. Mais do que jazz também para quem não gosta de jazz, é uma experiência de 10 músicos por ritmos variados para públicos variados. Pelo menos é esta a experiência que retiram dos concertos, para um disco que será editado dia 4 de Outubro.

36 MINSEP 21
Comments
Loosense: “Não fazemos jazz, rock ou funk, fazemos música”

Lola Lola: “Gostamos de gravar o momento”

Os Lola Lola vieram à Autónoma apresentar o seu quarto single “Killed a man on field“. Um som peculiar, aparentemente antigo, gravado ainda em fita, em oito pistas. É um processo mais arriscado, sem grandes manipulações de pós produção, que privilegia o momento único da gravação e aproxima o som do disco ao som da banda ao vivo. Sim, disco, em vinil, com lado a e lado b.

28 MINSEP 28
Comments
Lola Lola: “Gostamos de gravar o momento”

Men On The Couch: “Senso Comum é o que liga todas as músicas deste álbum”

Os madeirenses Men On The Couch lançam hoje, 11 de outubro, “Senso comum”. Quatro amigos que tocam junto há pouco mais de cinco anos, mas que resolveram levar a música a sério e lançar o seu primeiro álbum, financiado em crowdfunding. Cada música é uma história, todas ligadas pelo Senso Comum, o próprio nome do disco. Depois do sucesso ao vivo no festival “Summer Opening”, podem vê-los no Sabotage, em Lisboa, no dia 24 deste mês.

23 MINOCT 12
Comments
Men On The Couch: “Senso Comum é o que liga todas as músicas deste álbum”

Momo: “Este álbum contém uma paleta de cores e atmosferas”

“I Was Told to Be Quiet” é o sexto álbum do brasileiro Momo, sai dia 25 de Outubro. Desta vez canta em três línguas, português, inglês e francês, para uma paleta variada de atmosferas e sons, do habitual psicadélico, mas também do samba, da bossa nova, do folk ou mesmo da canção francesa.

31 MINOCT 19
Comments
Momo: “Este álbum contém uma paleta de cores e atmosferas”

Susana Júdice: “As personagens são criadas por mim mas ganham vida própria”

Chama-se Susana Júdice, não sonhava ser escritora, vivia da dança e da moda, mas escreveu o seu primeiro livro num impulso. Em apenas 30 dias nascia “Sonho de Liberum”, uma saga num mundo fantástico. A recepção foi entusiasmante e dois anos depois segue-se o segundo, “Segredo de Liberum”, a continuação da saga. Os fãs já reclamam o terceiro livro, que está previsto para o próximo ano. Nesta entrevista levantamos o véu à trama do fecho da trilogia e a autora conta-nos, de forma apaixonada, como é que as personagens saem da sua imaginação e ganham vida própria.

22 MINOCT 26
Comments
Susana Júdice: “As personagens são criadas por mim mas ganham vida própria”

Tiago Vilhena: “O álbum reflete o que eu andava a fazer em 2018”

Chama-se Tiago Vilhena, tocou baixo nos Savanna, editou a solo como George Marvinson, lança agora o primeiro álbum em nome próprio, “Portugal 2018”. A fantasia, o encantamento e a intervenção estão presentes nas letras, a sonoridade é variada, diferente das composições anteriores, as músicas refletem o Tiago Vilhena de 2018. Venha conhecê-lo nesta entrevista.

26 MINNOV 2
Comments
Tiago Vilhena: “O álbum reflete o que eu andava a fazer em 2018”

Born-Folk: “Come Inside é um convite para entrar na onda”

“Come Inside” é o EP de estreia dos Born-Folk. A banda apresenta-o aqui, são cinco temas com um som variado, entre o rock e um indie quase psicadélico, mas com uma ideia comum, um convite para entrar numa onda de boa vibe. A13 de novembro, apresentam-no ao vivo, no Lounge em Lisboa.

17 MINNOV 9
Comments
Born-Folk: “Come Inside é um convite para entrar na onda”

Tais Reganelli: “Uma música electronicamente orgânica “

Depois de quatro álbuns editados, A brasileira Tais Reganelli resolveu homenagear Portugal com uma versão “abrasileirada” do tema “Vem” dos Madredeus. Um arranjo diferente do original, mas também diferente do estilo habitual da cantora, que resulta numa “música electronicamente orgânica”. Uma infância que já tinha cantigas, os primeiros discos, a caminhada de vida e de carreira retratada nesta entrevista. E a novidade em primeira mão, há mais dois temas na calha, uma versão e um original. Tais revela-nos quais são.

28 MIN3 w ago
Comments
Tais Reganelli: “Uma música electronicamente orgânica “

Miguel Maat: “Assumi uma mensagem ecológica”

Miguel Maat é o nome artístico do multinstrumentista Miguel Sereno. Enquanto aguardamos o novo álbum, apresenta-nos Elektrum Fantasy, o quarto disco, de 2018, uma mistura de rock e didgeridoo, com vários cantores e músicos convidados e uma mensagem ecologista.

29 MIN2 w ago
Comments
Miguel Maat: “Assumi uma mensagem ecológica”
the END

Latest Episodes

Daniela Bento: “Os meus olhos brilham de outra forma”

Ao chegar a Lisboa, com 18 anos, começou a explorar a sua identidade. Na casa dos 20 descobre a palavra “trans”, o que a leva a iniciar o processo de transição sexual. Pertence à associação ILGA, onde coordena o grupo GRIT (Grupo de Reflexão e Intervenção sobre a Transsexualidade). Hoje, partilha a história do caminho que a levou a ser a Daniela e a ganhar um novo brilho no olhar. Uma entrevista de Mónica Andrade no âmbito da unidade curricular de Atelier Rádio da Autónoma.

17 MINAUG 24
Comments
Daniela Bento: “Os meus olhos brilham de outra forma”

Loosense: “Não fazemos jazz, rock ou funk, fazemos música”

Saloon é o nome do 2º álbum de originais dos Loosense. Mais do que jazz também para quem não gosta de jazz, é uma experiência de 10 músicos por ritmos variados para públicos variados. Pelo menos é esta a experiência que retiram dos concertos, para um disco que será editado dia 4 de Outubro.

36 MINSEP 21
Comments
Loosense: “Não fazemos jazz, rock ou funk, fazemos música”

Lola Lola: “Gostamos de gravar o momento”

Os Lola Lola vieram à Autónoma apresentar o seu quarto single “Killed a man on field“. Um som peculiar, aparentemente antigo, gravado ainda em fita, em oito pistas. É um processo mais arriscado, sem grandes manipulações de pós produção, que privilegia o momento único da gravação e aproxima o som do disco ao som da banda ao vivo. Sim, disco, em vinil, com lado a e lado b.

28 MINSEP 28
Comments
Lola Lola: “Gostamos de gravar o momento”

Men On The Couch: “Senso Comum é o que liga todas as músicas deste álbum”

Os madeirenses Men On The Couch lançam hoje, 11 de outubro, “Senso comum”. Quatro amigos que tocam junto há pouco mais de cinco anos, mas que resolveram levar a música a sério e lançar o seu primeiro álbum, financiado em crowdfunding. Cada música é uma história, todas ligadas pelo Senso Comum, o próprio nome do disco. Depois do sucesso ao vivo no festival “Summer Opening”, podem vê-los no Sabotage, em Lisboa, no dia 24 deste mês.

23 MINOCT 12
Comments
Men On The Couch: “Senso Comum é o que liga todas as músicas deste álbum”

Momo: “Este álbum contém uma paleta de cores e atmosferas”

“I Was Told to Be Quiet” é o sexto álbum do brasileiro Momo, sai dia 25 de Outubro. Desta vez canta em três línguas, português, inglês e francês, para uma paleta variada de atmosferas e sons, do habitual psicadélico, mas também do samba, da bossa nova, do folk ou mesmo da canção francesa.

31 MINOCT 19
Comments
Momo: “Este álbum contém uma paleta de cores e atmosferas”

Susana Júdice: “As personagens são criadas por mim mas ganham vida própria”

Chama-se Susana Júdice, não sonhava ser escritora, vivia da dança e da moda, mas escreveu o seu primeiro livro num impulso. Em apenas 30 dias nascia “Sonho de Liberum”, uma saga num mundo fantástico. A recepção foi entusiasmante e dois anos depois segue-se o segundo, “Segredo de Liberum”, a continuação da saga. Os fãs já reclamam o terceiro livro, que está previsto para o próximo ano. Nesta entrevista levantamos o véu à trama do fecho da trilogia e a autora conta-nos, de forma apaixonada, como é que as personagens saem da sua imaginação e ganham vida própria.

22 MINOCT 26
Comments
Susana Júdice: “As personagens são criadas por mim mas ganham vida própria”

Tiago Vilhena: “O álbum reflete o que eu andava a fazer em 2018”

Chama-se Tiago Vilhena, tocou baixo nos Savanna, editou a solo como George Marvinson, lança agora o primeiro álbum em nome próprio, “Portugal 2018”. A fantasia, o encantamento e a intervenção estão presentes nas letras, a sonoridade é variada, diferente das composições anteriores, as músicas refletem o Tiago Vilhena de 2018. Venha conhecê-lo nesta entrevista.

26 MINNOV 2
Comments
Tiago Vilhena: “O álbum reflete o que eu andava a fazer em 2018”

Born-Folk: “Come Inside é um convite para entrar na onda”

“Come Inside” é o EP de estreia dos Born-Folk. A banda apresenta-o aqui, são cinco temas com um som variado, entre o rock e um indie quase psicadélico, mas com uma ideia comum, um convite para entrar numa onda de boa vibe. A13 de novembro, apresentam-no ao vivo, no Lounge em Lisboa.

17 MINNOV 9
Comments
Born-Folk: “Come Inside é um convite para entrar na onda”

Tais Reganelli: “Uma música electronicamente orgânica “

Depois de quatro álbuns editados, A brasileira Tais Reganelli resolveu homenagear Portugal com uma versão “abrasileirada” do tema “Vem” dos Madredeus. Um arranjo diferente do original, mas também diferente do estilo habitual da cantora, que resulta numa “música electronicamente orgânica”. Uma infância que já tinha cantigas, os primeiros discos, a caminhada de vida e de carreira retratada nesta entrevista. E a novidade em primeira mão, há mais dois temas na calha, uma versão e um original. Tais revela-nos quais são.

28 MIN3 w ago
Comments
Tais Reganelli: “Uma música electronicamente orgânica “

Miguel Maat: “Assumi uma mensagem ecológica”

Miguel Maat é o nome artístico do multinstrumentista Miguel Sereno. Enquanto aguardamos o novo álbum, apresenta-nos Elektrum Fantasy, o quarto disco, de 2018, uma mistura de rock e didgeridoo, com vários cantores e músicos convidados e uma mensagem ecologista.

29 MIN2 w ago
Comments
Miguel Maat: “Assumi uma mensagem ecológica”
the END
hmly
himalayaプレミアムへようこそ聴き放題のオーディオブックをお楽しみください。